NOTA DE ESCLARECIMENTO - UNIMED

Publicado 06/12/2017

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Alguns servidores estão recebendo correspondência da UNIMED anunciando o cancelamento do plano de saúde a partir de 24/01/2018. Diante desta correspondência, o Município de Felixlândia esclarece que:


1.
        Inicialmente, a UNIMED, na correspondência, não informa qual o motivo do cancelamento, uma vez que não há nenhum atraso nos repasses, que estão rigorosamente em dia.
2.        A data base de reajuste é 1º de maio de todo ano. A UNIMED apresentou um reajuste de 85%. A comissão de Servidores Públicos Municipais, diante do exorbitante percentual apresentado, requereu documentos que justificassem tais índices, o que não aconteceu. Após mais de 90 dias uma nova reunião foi realizada e a UNIMED não cedeu em seus indicies, apesar de ter reduzido um pouco o percentual, mas não apresentou documentação que justificasse tal reajuste que extrapola em muito os 13,5% liberado pela ANS (Agencia Nacional de Saúde).
3.        Foi apresentada uma proposta de reajuste pela Comissão, dentro do índice aceitável pela ANS e a UNIMED ainda não respondeu.
4.        Em 24 de novembro de 2017 o Município foi surpreendido com uma Notificação de rescisão contratual, mesmo procedimento adotado pela UNIMED em 2016, que noticiou o cancelamento do plano de saúde e depois reconsiderou.
5.        Após o recebimento da notificação, em 24/11/2017, a comissão de servidores municipais que trata de negociações junto à UNIMED foi convocada dia 1º de dezembro de 2017 para uma reunião, que teve que ser adiada e que deve ocorrer na próxima semana.
6.        Causa estranheza também, o fato de a UNIMED, ao enviar a correspondência aos beneficiários, ofertar plano de saúde individual. É público e notório que há alguns anos a UNIMED vem tentando cancelar o plano de saúde coletivo dos Servidores Públicos Municipais de Felixlândia, buscando firmar novos contratos com planos co-participativos.

ASSIM, SENHORES SERVIDORES BENEFICIÁRIOS, TEMOS A INFORMAR:
CASO A REUNIÃO A SER REALIZADA NÃO RESULTE EM UM ACORDO ENTRE AS PARTES, TODOS OS ASSOCIADOS SERÃO CONVOCADOS PARA TOMADA DE MEDIDAS JUDICIAIS CABÍVEIS, AINDA ESTE MÊS DE DEZEMBRO, ANTES DO PRAZO ESTIPULADO PELA UNIMED.